Você no Estadão

ALTINO FLAMARION ALMEIDA ARAUJO

ITU - SP

Brasil


121 participações



Temas

    ALTINO não possui Temas selecionados.


Timelime de ALTINO


flamarionalmeida@terra.com.br

Sean, instead of an Aircraft Designer, for MS Flight Simulator you are dealing with the real thing, which is amazing! I thought you’d be dealing with a Virtual Airline! Now retired, in short, I’d say we’re on the very same road, except for the opposite directions; i.e., I’ve flown nine different classic airliners, starting on Douglas C-47, ending up on the unbelievable Boeing 747, as a Captain — all of them with the now defunct VARIG Airlines. Then, I decided to draw them, which is great! I forcibly became a kind of a lawyer, now attempting to get back the unbelievable aftermath imposed by Brazilian Government, to them both: the Nation & Airline Staff’s Civil Rights, as a result of such a felony activity. Three major Flag Carriers have been destroyed almost simultaneously so far! Once I’ve made a mistake, please, access the following URL: Young man creates an Airline for those who appreciate vintage aircraft By the time I’ve written this text, there were 215 comments! Once said that, I congratulate you! Nice work! Finally, I sincerely hope you succeed. Better yet, you’ve already succeeded — that’s what I really mean, definitely! [Resumo do original SENT TO HIM]

flamarionalmeida@terra.com.br

Do Planalto à Papuda — [Parte 2 de 7] Ora, o Artigo 175, da Lei maior, a que institui a Lei 8.987, que por sua vez dispõe e disciplina a prestação do serviço dito público, através do inciso IV do parágrafo único, dá nome ao Capítulo II da Lei Complementar, portanto, preceito constitucional! A correta condução da Recuperação dita Judicial aprovada em meados de junho de 2005 — quando já se celebrava treze anos de curiosíssimo trâmite processual com vistas ao ressarcimento de prejuízos causados por ação e omissão do Poder Concedente —, por óbvio, não dispensaria a continuidade da posse dos aviões! Ora, o sacripanta, no lugar de fazer uso da intervenção prevista na mesma Lei, se fez de rogado. E, como responsável absoluto, mandou devolver os aviões; como se não soubesse das consequências que resultariam da completa inexistência de similares no mercado mundial. Com isto, as congêneres BRASILEIRAS remanescentes são: a CHILENA, LATAM, e a COLOMBIANA AVIANCA. Porque a GOL demitiu no dia de hoje, quase duzentos "aeroalgos" — na medida em que este neologismo de fácil entendimento se opõe a "aeronadas", — sem ofensa é claro . . . [Cont]

flamarionalmeida@terra.com.br

Do Planalto à Papuda — [Parte 4 de 7] Para que seja possível constatar a autenticidade do que acaba de ser dito, nada como ouvir as alegações do próprio autor da proeza; no caso, proferidas à plateia Sul Africana, há dois anos, e em Johannesburg. Por fim, em oposição às minhas certezas, vejo que neste vídeo, todos são exímios poliglotas, com ênfase em Português do Brasil. [sic!] Veja em : http://www.youtube.com/watch?NR=1&feature=endscreen&v=lnK8XkTkEu4 Pois bem, como extensão do que eu já disse, no exercício de minhas funções como Comandante da VARIG, e a exemplo do que também acontece com centenas de meus pares, voamos regularmente para: Abidjan, Lagos, Kano, Luanda, Cape Town, Johannesburg e Maputo, ao ao longo de décadas. Se não bastasse, como representante de grupo, voei no noroeste da África, a partir de Lagos, Nigéria, durante a vigência de contrato destinado a substituir a National e Lufthansa. No caso, para efeito de treinamento e avaliação — in loco, e no Brasil; i. e., no avião e em simuladores —, de Aviadores africanos, com vistas ao aproveitamento exclusivamente voltado à promoção a comando. [Cont.]

flamarionalmeida@terra.com.br

Do Planalto à Papuda — [Parte 5 de 7] Ora, entendo como lisonjeira a natureza séria deste programa extenso, extraordinário, e que elevou, é claro, a noção de respeito que passou a ser concedido à VARIG e por extensão, ao Brasil. No entanto, este mesmo analfabeto delirante, depois de escrever, [sic]: http://oglobo.globo.com/pais/noblat/post.asp?cod_post=68406 Eliminou entre incontáveis outros destinos na Europa, tais como Copenhagen, Amsterdam, Zurich, Barcelona, Munich, etc, todos da África, Ásia, e do Oeste dos USA. Agora, além de experimentar o retrocesso total e absoluto, diante do caos provocado pela sucessão infinita de casuísmos, eis que estamos a caminho de truculência exacerbada, na medida em que o energúmeno junta-se ao presidente Zuma —, Deus do céu! —, para interferir de modo totalitário e contumaz, diga-se; desta feita, na administração das remanescentes! Mais recentemente, e como não poderia deixar de ser, o cretino, ou eu poderia chamá-lo por outro nome? Me curvar em sinal de respeito a quem envergonha a Nação? Jamais! Na verdade e a rigor, o apedeuta insiste, veja se é possível? Na produção da versão petista do "Milagre da multiplicação dos pães"! [Cont

flamarionalmeida@terra.com.br

ATREVIMENTO Parte 1 de 2 — Entendo como sendo inaceitável a proposta de nova Emenda Constitucional, que me parece, seria a de número 71 — desde outubro de 1988. Desta vez, com o que seria indispensável: no caso, a revogação plena do Artigo quinto; como é claro, isto, se forem preenchidos os requisitos formais. Para que se entenda a confusão gerada por este tipo de outorga — sabidamente mórbida — de prerrogativas, basta citar a celebração do vigésimo aniversário da ação impetrada pela VARIG; a propósito, já pacificada em favor da Linha Aérea, há cinco anos, pela via de Acórdão proferido por Tribunal Superior, o STJ, por 7 votos contra uma consideração poética. Dito de outra forma, enquanto em 2004, os Estados Unidos da América, credores formais a partir de 2006, propunham soluções antecipadas, que em tudo se assemelhavam ao que também foi feito — e muito bem feito, com a General Motors, o GOB— Government of Brazil, criava casuísmo hoje conhecido como sendo Emenda de número 45, de 30 de dezembro do mesmo ano. Vale a pena conhecer o teor do Black Mail, manobra também conhecida como: CHANTAGEM DIPLOMÁTICA intentada e transcrita na Integra, em inglês. [Cont.]

flamarionalmeida@terra.com.br

ATREVIMENTO Parte 2 de 2 — Veja, e pasme, em: http://www1.folha.uol.com.br/poder/856756-reuniao-teve-como-assunto-divida-da-varig-a-boeing-leia-em-ingles.shtml Em outras palavras, o Executivo com vistas à concessão de méritos ao então presidente da República, ofereceu a VARIG como moeda de troca para tentar obter o obsessivo assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas. Ora, se isto está nos jornais, é da alçada do conhecimento do Judiciário. No entanto, este último faz o possível no sentido de protelar o que seria solução para o genocídio empurrado goela abaixo; e, que está dizimando tantos quantos são os que um dia se envolveram em transporte aéreo. Agora chegou a hora, e a vez de decidir se brasileiros são realmente iguais perante a Lei . . . Só falta o Legislativo passar a julgar nos moldes das inúmeras novas redações do Artigo 102 da Lei Maior; aliás, antes que o rito, já esdrúxulo, experimente novas alterações . . . Em síntese, é simplesmente inacreditável o caos jurídico acumulado ao longo dos mais recentes nove anos. Não sem razão, é claro! A manobra visa encobrir a responsabilidade do ex-chefe de Estado! [Fim]

flamarionalmeida@terra.com.br
ALTINO FLAMARION ALMEIDA ARAUJO

Comentado em: Médico de Lula diz que

29 de Março de 2012 | 16h10

INFELICIDADE ****Parte 1 de 2 FRANCISCO FELIZ, a despeito da grosseria barata; a propósito, típica de detratores da porção social a que você por citação — e quiçá, por estar inserido —, vê-se que também discrimina e segrega, vou tentar me conter. Sei ainda que você faz uso criminoso da revolta de natureza íntima; mas, que de todo modo, não me diz respeito! Sei disto, na medida em que você tenta me associar, ao que quer que seja, até sem me conhecer! Sendo assim, saiba que nem por isso vou transformar este espaço, que considero nobre, em reles Chat Room. Como, aliás, me parece que seria sua vontade! No que me diz respeito, saiba que comento exclusivamente ideias, matérias publicadas, e o que delas decorrem. Portanto, se sua conduta é ditada pela falta, de conhecimento, sugiro inserção de suas manifestações no lugar geométrico dos que pertencem à sua mesma espécie biológica; i.e., por simples dedução, posto que NÃO aceito convites para avaliar comportamento de gente de sua laia.[Cont.]

flamarionalmeida@terra.com.br
ALTINO FLAMARION ALMEIDA ARAUJO

Comentado em: Médico de Lula diz que

29 de Março de 2012 | 16h09

INFELICIDADE ****Parte 2 de 2 Portanto, se for este o seu caso, ouse postar em: vermelho.org.br Mas, se há componentes obsessivo-compulsivos que determinam suas ações, saiba que longe de "fugir do assunto", me interesso muito em detalhar o que penso. Contudo, em outro foro. Se for este o caso, queira primeiro, e por gentileza, correr os olhos em: • voce.estadao.com.br/flamarionalmeida e/ou em, • voce.estadao.com.br/flamarionalmeida@terra.com.br onde somados, há nada menos do que 2.357 outras inserções de minha lavra. Analise-as primeiro, no lugar de falar de terceiros . . . Se for o caso, consulte um psicoterapeuta! Isto, para que você finalmente possa alardear, dizendo-se culto; e, para que você possa se insinuar, dizendo por aí, que me conhece. Finalmente, se são duas as fontes, isto se deve ao Estadão; uma vez que, decididamente, não me escondo jamais. [Fim]

flamarionalmeida@terra.com.br
ALTINO FLAMARION ALMEIDA ARAUJO

Comentado em: Médico de Lula diz que

29 de Março de 2012 | 12h17

Através da exuberante perspicácia contida em comentários anteriores, vê-se que: de fato, uma das manchetes do Estadão diz tudo. Pois além de "Millôr deixa[r] marca no teatro, TV e jornalismo", o que é do conhecimento de todos, fica muito claro que foi além. Ou seja, a contundência plena de finesse de linguagem, e de outros que tais, uma de suas heranças inalienáveis, fazem-se sentir também, através e pela via destes comentários. Sendo assim, aos discípulos, meus mais sinceros parabéns. Decididamente!

flamarionalmeida@terra.com.br

Parte 1 de 3 *** Pensando bem, e sem querer desmerecer a redação do título de chamada desta matéria, é claro, melhor seria escrever: . . . a exemplo do que acontece em todos os demais Estados; e, em particular no DF, desta vez Tocantins endossa e atesta os argumentos da notabilíssima Corregedora Eliana Calmon! Dito de outra forma, em 03 de julho de 2008, ministro sem pasta, em denúncia formal, deixou claro: ". . . Marco Antonio Audi, destituído pela Justiça, . . . , disse que abrirá mais um processo contra o advogado Roberto Teixeira, ex-procurador dele e compadre do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. . . Teixeira incluiu Audi no rol de "pessoas moralmente desqualificadas, que ocupam o banco dos réus pela prática dos mais diversos crimes - de sonegação fiscal a participação na morte de centenas de pessoas." Eis que ainda assim, o TJSP permitiu que ação formal de indenização por perdas — já pacificada, há cinco anos, por Acórdão proferido por Tribunal Superior; no caso, o STJ, em favor da VARIG, se transformasse em reles disputa de transferência de controle societário. [Cont.]




Digite nome ou e-mail